Pragas e Doenças do Olival Imprimir e-mail

 

A produção do olival é frequentemente afectada por factores biológicos - Pragas e Doenças, cujo controlo é essencial para manutenção da rentabilidade.

 

Principais Pragas


- Traça da oliveira - ataca as folhas, as flores e os frutos, danificando-os e causando graves quebras de produção;


- Mosca da Azeitona - ataca o fruto, causando quebras de produção, bem como quebras de qualidade do fruto;


- Cochonilha Negra - ataca a árvore, debilitando-a, causando importantes decréscimos produtivos;


- Caruncho - ataca ramos da érvore, provocando a sua morte, e favorecendo o aparecimento de doenças;


- Tripes - ataca árvore e frutos, causando quebras na produção por debilidade da árvore e por queda dos frutos.

 

Principais Doenças

 

Gafa - Causada por um fungo, ataca frutos e folhas, provocando um decréscimo considerável da qualidade do fruto. É especialmente favorecido pela humidade.

 

Olho de Pavão - Igualmente causada por um fungo, em condições de calor e humidade, ataca frutos e folhas, debilitando a árvore e causando a queda de frutos.

 

Tuberculose da Oliveira - é motivada pela acção de uma bactéria que se aloja n lenho, provocando uma debilitação progressiva da árvore através da propagação de verrugas pelos ramos e tronco.

 

Escudete - Provocada por um fungo, é uma doença que ataca o fruto, não sendo especialmente grave em exploração do olival para produção de azeite, pois não inviabiliza a sua extracção, mas causando graves prejuízos em azeitona para conserva.

 

Fumagina - Doença fúngica que ataca a árvore debilitando-a, e está normalmente associada à Cochonilha.

 

Cercosporiose - Doença causada por um fungo que ataca preferencialmente os frutos, causando graves desfoliações, queda de frutos, e enfraquecimento da árvore.

 

Verticilose - Igualmente originada por um fungo, é muito comum em todo o mundo, mas pontual em Portugal. Ataca a árvore, causando morte de folhas e ramos.

 

Podridões Radiculares - Causadas por excesso de água no solo, e aproveitadas por microorganismos, são fortes causadoras de perda de vigor e morte da oliveira.

 

Viroses - Podem atacar a árvore, ramos, folhas ou frutos, podendo enfraquecer gradualmente a oliveira.